Como escolher um celular da Xiaomi em Agosto de 2020

A Xiaomi é atualmente uma das marcas mais populares no Brasil e no mundo. Essa boa reputação foi adquirida ao decorrer dos anos por causa do alto custo x benefício que seus produtos entregam, que vão desde celulares, vestíveis e acessórios de smart home.

O primeiro contato da fabricante de forma oficial com o consumidor brasileiro foi em 2015. Naquele ano, a marca apostou em uma estratégia ousada para os padrões do mercado local e infelizmente não rendeu muitos frutos. Em 2019, a marca volta ao país com intermediação da DL, trazendo dessa vez vários produtos e estratégias alinhadas com o que o consumidor já está acostumado.

Em 2020, a marca continua com as suas ações alinhadas com o crescimento de forma oficial no Brasil, mas a facilidade de importação e os preços mais baixos no mercado cinza ainda cativam mais o brasileiro. De qualquer forma, vendendo de forma oficial ou não, a marca possui grande quantidade de produtos em solo brasileiro.

Motivos para escolher um celular da Xiaomi

Ressaltando o que já foi dito, os celulares da Xiaomi são bem presentes no mercado nacional e isso acontece por diversos motivos. Caso você ainda não tenha contato com a marca, citaremos abaixo os principais motivos para escolher um celular da Xiaomi.

  • Custo x Benefício: Os celulares da Xiaomi tem uma boa relação entre o que entrega e o preço cobrado. Geralmente, os produtos tem muita qualidade e o preço é relativamente baixo quando comparado com outras marcas.
  • Várias opções: Assim como a Samsung, a Xiaomi lança vários aparelhos no ano e isso pode ser bom para quem quer um celular com características mais específicas.
  • Facilidade de importação: A Xiaomi é uma fabricante chinesa e os seu celulares estão a venda em sites como Aliexpress e Banggood, que atendem o mercado brasileiro. Geralmente, importar sai mais barato do que comprar no Brasil, mas pode ocorrer incidência de taxas.
  • Interface gráfica: Isso pode não ser um ponto forte para todos, mas os celulares da Xiaomi possuem uma interface gráfica bastante diferente do Android “original”, com recursos extras e rotinas de atualizações um pouco diferentes.

Os melhores celulares da Xiaomi em 2020

De forma resumida, listamos abaixo os melhores celulares da Xiaomi e o principal objetivo de ele ter sido escolhido por nós. Caso queira mais detalhes de cada aparelho, como ficha técnica e análises rápidas dos componentes, siga com o post.

  • Redmi 9A: Um dos aparelhos mais baratos da marca. Uma boa opção para quem tem poder aquisitivo restrito.
  • Redmi 9: Um dos melhores celulares de entrada do mercado.
  • Redmi Note 9 Pro: Um dos melhores intermediários atualmente.
  • Mi 10 Lite: Intermediário premium com bom desempenho.
  • POCO F2 Pro: Ótimo custo x benefício para quem tem um poder aquisitivo maior.
  • Mi 10: Top de linha internacional da marca.
6

Redmi 9A

A linha Redmi abrange celulares de entrada e intermediários, sendo o Redmi 9A um dos mais básicos. Esse aparelho é ideal para quem busca a qualidade e boa reputação da Xiaomi mas não possui poder aquisitivo ou exigências maiores.

O Redmi 9A possui uma tela grande de 6,53″ com resolução HD+ e bateria de 5000 mAh. Por causa da resolução um pouco mais baixa, o consumo de energia não é muito alto e isso faz com que a bateria do celular dure várias horas. Segundo a Xiaomi, o Redmi 9A consegue reproduzir vídeos por até 19 horas ou rodar jogos por até 14 horas com uma carga completa da bateria.

Se tratando de desempenho, o processador escolhido é um Mediatek Helio G25 e a memória RAM tem 2GB. Esses dois em conjunto dão conta relativamente bem do uso básico, mas não é recomendando para quem faz um uso mais avançado do celular.

O conjunto de câmeras é bem básico, também. Há apenas uma câmera na parte traseira que tira fotos na resolução de 13MP. Já a câmera frontal possui 5MP. Ambas possui recursos de inteligência artificial que podem ajudar no resultado final, mas em termos gerais, as câmeras são bem simples.

Melhores preços do Xiaomi Redmi 9A

Seleção das melhores lojas com os melhores preços para o Xiaomi Redmi 9A
5

Redmi 9

No ano de 2019, o celular mais vendido da Xiaomi foi o Redmi 8. Em 2020, o mesmo tende a ocorrer com o Redmi 9 porque ele trouxe melhorias interessantes para esse celular de entrada.

Em primeiro lugar, o Redmi 9 possui quatro câmeras traseiras. A principal possui 13 MP (f/2.2 75°), a grande-angular possui 8 MP (118° f/2.2), há também um sensor para fotos macro de 5 MP (f/2.4) e um sensor de profundidade de 2 MP (f/2.4). O desempenho das câmeras se sobressai em relação a outros celulares da mesma faixa de preço, com mais destaque para a principal e grande angular.

Em relação à câmera frontal de 13 MP (f/2.2), o desempenho não chama tanta atenção como a principal, ficando na média do que é encontrado em outros aparelhos da mesma faixa de preço.

Outro ponte forte do aparelho é o Mediatek Helio G80 – o processador escolhido. Segundo a Xiaomi, a diferença de desempenho em relação às gerações anteriores chega até 82%. No entanto, a maior diferença mesmo foi no poder gráfico, que teve um salto de 300%. Isso faz com que o Redmi 9 seja uma boa opção para quem joga e não pode gastar muito.

E falando em jogos, outros dois fatores que importam para quem joga no celular é a bateria e tamanho de tela. Temos aqui 5020 mAh de capacidade e em relação a tela, são 6,53″ e resolução Full HD+. Em termos práticos, a bateria tem duração excelente e ainda vem com um carregador rápido de 18W. A tela também não decepciona, sendo o seu ponto forte a resolução maior que a média da sua faixa de preço.

Melhores preços do Xiaomi Redmi 9

Seleção das melhores lojas com os melhores preços para o Xiaomi Redmi 9
4

Redmi Note 9 Pro

A nona geração da linha Redmi Note trouxe aparelhos bem interessantes no ano de 2020, sendo o Redmi Note 9 Pro o modelo que mais chamou atenção, trazendo poucas melhorias em relação ao antecessor, mas ainda sim muito bem vindas. O Redmi Note 9 Pro é, atualmente, um dos melhores intermediário do mercado por causa do bom custo x benefício que oferece.

O conjunto traseiro possui quatro câmeras, sendo a principal de 64 MP (f/1.89 79º), a grande angular de 8 MP (f/2.2 119º), a macro de 5 MP (f/2.4) e por fim, traz também um sensor de profundidade de 2 MP (f/2.4). Os resultados impressionam positivamente para um intermediário, mas já era de se esperar por causa da geração passada que já tinha um bom desempenho nesse aspecto.

Em áreas abertas, o alcance dinâmico é bom mesmo com HDR desligado, além disso, as cores são fieis e o nível de detalhe é bom. Felizmente, esse resultado ocorre praticamente em todas as câmeras da parte de trás. Em relação à fotos noturnas, o desempenho cai um pouco, mas ainda pode ser considerado muito bom para a sua faixa de preço.

A câmera frontal possui 16 MP e abertura de f/2.48 e é apenas ok, sem grandes destaques, ela segue o nível de qualidade de celulares do mesmo preço. E graças ao novo processador da Qualcomm, o Snapdragon 720G, o Redmi Note 9 Pro pode gravar em 4K e slow motion até 960fps em HD.

Já que tocamos no assunto processador, houve um pequeno salto de desempenho em relação à geração passada. O Redmi Note 9 Pro entrega um bom desempenho para as variadas tarefas, com um destaque para jogos, já que a Qualcomm usa otimizações para essa tarefa na linha G de processadores.

E para acompanhar as horas de jogatina, temos aqui uma bateria de 5020 mAh que é acompanhada por um carregador de 30W. Ela permite boas horas de uso intenso e pode chegar até dois dias de duração usando moderadamente.

Para fechar, a tela possui 6,67″, resolução Full HD+, painel IPS e suporta HDR10. Ela entrega um bom nível de brilho e não sofre com exibições sob forte luz solar. As exibição de cores segue bem o padrão IPS, ou seja, são mais “neutras” em relação ao AMOLED, o nível de contraste é bem aceitável e há pouca distorção em ângulos de visualização menos diretos.

Melhores preços do Xiaomi Redmi Note 9 Pro

Seleção das melhores lojas com os melhores preços para o Xiaomi Redmi Note 9 Pro
3

Mi 10 Lite

Subindo um pouco de nível temos o Mi 10 Lite, uma versão mais modesta do top de linha da Xiaomi. Em termos de design e especificações, eles não são muito parecidos, mas uma das poucas características que ambos compartilham é o suporte ao 5G.

Vamos começar a falar do Mi 10 Lite pelo seu principal atrativo: o Snapdragon 765G. Ele é responsável por dar suporte ao 5G em smartphones mais baratos, além de possuir um excelente desempenho para quem procura um celular potente mas barato. A sua litografia é de 7nm e há otimizações para quem vai rodar jogos.

Para desfrutar muito bem desses jogos, ele vem acompanhado de uma tela AMOLED de 6,57″ com resolução Full HD+ e suporte ao HDR10+. A tela possui um nível de brilho que é condizente com o seu preço, mas nesse nível, é esperado uma tela com taxa de atualização maior que 60Hz.

A bateria não segue com a mesma capacidade dos modelos mais baratos. A Xiaomi trouxe para o Mi 10 Lite uma bateria de 4160 mAh com um carregador de 20W. No entanto, o desempenho está longe de ser ruim, podendo durar um dia e meio de uso moderado. E quando precisar recarregar, ele leva pouco mais de uma hora para encher a bateria.

Para finalizar a parte do Mi 10 Lite, vamos falar da câmera. Ele possui quatro sensores traseiros, sendo o principal com 48 MP e abertura de f/1.79, um grande-angular de 8 MP (ƒ/2.2 120º), um sensor macro de 2 MP (f/2.4) e por último, um sensor de profundidade de também 2 MP com abertura f/2.4. O desempenho segue a mesma linha do Redmi Note 9 Pro: é bom em fotos diurnas mas sofre um pouco em fotos noturnas, mas alguns truques como ativar o modo noturno pode ajudar no alcance dinâmico em algumas cenas.

A câmera frontal de 16 MP também entrega bons resultados. As cores são fiéis, o nível de detalhe é bom juntamente com o alcance dinâmico. Em termos de gravação de vídeo, o Mi 10 Lite pode gravar em 4K até 60fps, graças ao processador que é potente.

Melhores preços do Xiaomi Mi 10 Lite

Seleção das melhores lojas com os melhores preços para o Xiaomi Mi 10 Lite
2

POCO F2 Pro

Em primeiro lugar, caso não saiba, a POCO é uma submarca da Xiaomi. Atualmente, ela pega modelos da fabricante lançados na China, aplica a sua marca e relança em outros países, como a Índia, por exemplo. Antes de criar a POCO, a Xiaomi lançou o Pocophone F1, servindo de base para a criação da marca. Na época, ele ficou bastante conhecido por trazer alto desempenho por um custo bem baixo.

O mesmo ocorre com o POCO F2 Pro, mas com algumas diferenças. Dessa vez, o flagship killer está mais refinado e com maiores possibilidades de bater de frente com um celular mais caro. A sua construção é em vidro e alumínio, trazendo um aspecto de celular caro mas sem ser.

O processador adotado é um Snapdragon 865, o top de linha da Qualcomm em 2020. Em relação às memórias, existem dois modelos, um com 6GB de RAM e 128GB de armazenamento interno, e outro com 8GB/256GB. Isso reflete em um excelente desempenho que tende a durar alguns anos sem dar dor de cabeça ao usuário. E soma-se a isso o fato de o celular dar suporte às redes 5G.

A bateria de 4700 mAh também tem um desempenho excelente, apesar do alto poder de processamento. Segundo a Xiaomi, esse celular aguenta até 13 horas de jogos continuamente, com uma única carga. Para fazer a recarga, o smartphone vem acompanhado por um carregador de 33W que pode ir de 0 a 100% em pouco mais de uma hora.

Em relação à tela, o POCO F2 Pro possui um display de 6,67″ Full HD+ e tecnologia AMOLED, com suporte ao HDR10+. Ela tem ótimos níveis de brilho e entrega bom desempenho em exibição de cores, por causa da tecnologia escolhida. Outro ponto positivo são as bordas frontais, que ocupam mais de 92% da frente do aparelho, já que ele usa uma câmera frontal retrátil.

E já que falamos da câmera, vamos entrar em mais detalhes de uma das áreas mais importantes para alguns consumidores. São quatro câmeras traseiras, sendo a principal de 64 MP com abertura f/1.89, uma grande-angular de 13 MP com ângulo de visão de 123º, uma telemacro de 5 MP e um sensor de profundidade de 2 MP.

As câmeras no geral trazem bons resultados. Em locais com boa iluminação, o desempenho agrada bastante por trazer cores fidedignas e semelhantes entre todo o conjunto. Em fotos noturnas, a câmera pode reproduzir imagens um pouco suaves, mas o alcance dinâmico agrada. Por fim, a frontal retrátil de 20MP também traz bom desempenho, sem muitas ressalvas.

Melhores preços do POCO F2 Pro

Seleção das melhores lojas com os melhores preços para o POCO F2 Pro
1

Mi 10

Apesar de a Xiaomi já ter lançado modelos mais potentes, o Mi 10 ainda é o top de linha no mercado internacional e é conhecido por ter um preço bastante competitivo. A versão mais parruda, chamada de Mi 10 Ultra, será vendida apenas na China.

Assim como o POCO F2 Pro, o Mi 10 vem com Snapdragon 865, o processador mais potente da Qualcomm. Outro ponto alto do aparelho são os 8GB de RAM e 256GB de armazenamento. Todo esse conjunto vai entregar uma das melhores experiências de uso em smartphones, seja para um uso básico de aplicativos ou jogos pesados.

Se tratando de câmeras, temos aqui o resultado da colaboração entre Xiaomi e Samsung: um sensor de 108 MP com abertura f/1.7. E como é de se esperar, os resultados são excelente em boas condições de luz; as fotos apresenta bons níveis de detalhes e boa fidelidade de cores, além do alcance dinâmico sem grandes ressalvas. A mesma qualidade está presente em fotos noturnas, já que as imagens saem com boa riqueza de detalhes e pouco ruído, lindando bem com lâmpadas e outras emissões de luz parecidas.

Mas, obviamente, há outras sensores traseiros também. O segundo e também importante é um grande angular de 13 MP com abertura f/2.4 e campo de visão de 123º. Em cenas com boa iluminação, a câmera sai muito bem, mas em fotos noturnas, ela encontra um pouco de dificuldade para atingir o alto padrão da câmera principal, já que conta com uma abertura relativamente menor.

Para finalizar a parte de câmeras traseiras, há também um sensor que ajuda no modo retrato de 2 MP e um macro de também 2 MP. Apesar da baixa resolução, ambos também entregam bons resultados quando há boas condições de iluminação.

A câmera frontal possui 20 MP e abertura f/2.0. Ela possui bons resultados mas não enchem tanto os olhos como a principal da traseira. O modo de embelezamento vem ativado nativamente e isso pode causar resultados não muito agradáveis, mas pode ser desabilitado nas configurações.

Se tratando de gravações de vídeo, graças a grande quantidade de megapixels e o processador de última geração, o Mi 10 pode gravar em até 8K. Em em relação à uma realidade mais viável, pode gravar em 4K 60fps também.

Seguindo para a tela, o Mi 10 possui um display AMOLED de 6,67″, resolução Full HD+, suporte ao HDR10+ e taxa de atualização de 90Hz. Em termos práticos, o usuário terá uma ótima experiência consumindo conteúdo com essa tela, já que os níveis de brilho são excelentes e as cores são vivas.

Por fim, a bateria possui 4780 mAh de capacidade e apresenta uma boa autonomia, mesmo com uma taxa de atualização mais alta e uma tela grande com forte brilho. Seu carregador de 30W entrega mais de 50% de carga em meia hora e 100% em pouco mais de uma hora na tomada.

Melhores preços do Xiaomi Mi 10

Seleção das melhores lojas com os melhores preços para o Xiaomi Mi 10

Esses são os melhores celulares da Xiaomi para o ano de 2020 na opinião do Qual Celular Comprar. Nossa lista engloba modelos para diversos tipos de consumidores, já que a marca está investindo em modelos para compor o portfólio em diversos segmentos.

Caso tenha alguma dúvida mais específica em relação a qual celular comprar, fique à vontade para usar o campo de comentários abaixo que tentaremos ao máximo de ajudar.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Qual Celular Comprar
Logo
Enable registration in settings - general